• Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
 

Conheça 4 dicas que vão te ajudar a falar melhor em público, e a melhorar oratória

Em muitos casos, o nervosismo e a introversão podem ser superados em compromissos profissionais



(Unsplash)


A timidez é uma característica presente na personalidade de muitas pessoas, e quando se trata de falar em público, ela pode ser um obstáculo severo. Apresentar projetos e seminários, fazer divulgações, estar de pé na frente de gestores e gerentes: todas são situações em que o ato de falar em público, se não for dominado, acaba se tornando um empecilho.



Contudo, há alguns treinos e métodos capazes de amenizar a tensão, e que ajudam na hora de se posicionar diante de muitas pessoas. Dessa forma, confira abaixo quatro dicas que vão te ajudar na hora de falar em público, e como aplicá-las na rotina.


Com um passo de cada vez, é possível deixar a timidez de lado por alguns instantes para que determinada apresentação seja um sucesso.


5 dicas para falar melhor em público, e diminuir a timidez quando for necessário


1- Treinar a voz e a leitura


Uma frase que pode soar como mentira para alguns, mas que em outros casos é uma realidade, é "quem lê mais, fala melhor". Nesse sentido, quando você utiliza a voz para a leitura, é possível realizar o exercício de encontrar o tom e altura da voz certos para falar em público; além de treinar a ênfase dada em cada frase dita. Assim, treinar a leitura e dar atenção às pronúncias das palavras, assim como estar atento à pontuação e entonação do que é lido, é um passo dado para melhorar a maneira com que você se comunica com terceiros.


Confira mais dicas: Conheça 4 ferramentas simples do Google que podem ajudar a sua empresa e trabalho



2- Dar atenção à pronúncia das palavras ditas


Um pouco conectado com a 1º dica: você já prestou atenção na forma com que pronuncia algumas palavras? "Pronúncias erradas" podem estar relacionadas a vícios de linguagem que adquirimos ao longo da vida, e que acarretam situações como: suprimir letras no fim das palavras (R e S, por exemplo), omitir vogais nos ditongos, ou abreviar o que dizemos (algo que está ligado com a linguagem da internet). Para evitar pequenos erros na hora de falar, treine também a forma com que você pronuncia as coisas.


3- A expressão corporal sempre é um fator importante


Não só a forma com que falamos, mas os gestos também conversam por nós. Ao se fazer o alinhamento entre a fala e o corpo, a compreensão das pessoas acerca do que está sendo dito é melhor; um fator estará interligado ao outro. Por isso, há algumas dicas dentro desse 3º item que podem ajudar:

  • Andar pelo espaço em que está de pé, para tornar a exposição do assunto mais dinâmica;

  • Manter os braços acima da linha da cintura, e os ombros retos;

  • Expressões faciais podem colaborar na hora de chamar a atenção para a fala;

  • Não ter pressa na hora de conversar com a audiência, para que a sua voz não saia atravessada ou as palavras, enroladas;

  • Fazer contato visual com o ouvinte pode ser um bônus;


Leia também: Anywhere office: o que é e como funciona o jeito de “trabalhar em qualquer lugar?”



4- Preparar-se quantas vezes for necessário


Se preparar para uma apresentação é sempre importante. Este simples ato faz com que pequenos deslizes sejam evitados, além de colaborar caso o expositor estiver em situações inusitadas. Gravar vídeos em casa treinando a fala, apresentar o projeto para amigos ou família, conversar consigo mesmo no espelho ou criar um roteiro do assunto são práticas básicas, mas que fazem a diferença. Teste os equipamentos utilizados antes de falar com o público, e dê prioridade aos tópicos principais do assunto abordado, para não se perder.




Se você gosta do mundo dos negócios e procura dicas sobre o assunto, conheça a série de videocasts do neoTalk no canal oficial da neo no YouTube! Veja o episódio mais recente no player abaixo:




*Conteúdo patrocinado pela neoCompany