top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Bug no X (Ex-Twitter): Sinalização Incorreta de 'Mídia Sensível' Afeta Usuários e Anunciantes

Problema no X Gera Confusão ao Rotular Automaticamente Postagens, Comprometendo o Engajamento e Levantando Questões sobre a Equipe de Segurança


X

(Foto: Divulgação)


O X (ex-Twitter) apresentou um desafio significativo no último no domingo (21), ao revelar a correção de um bug que resultou na sinalização recebida de mensagens como "Mídia Sensível". Relatos sobre o problema surgiram ao longo do final de semana, impactando não apenas os usuários comuns, mas também alguns anunciantes que viram suas postagens restritas de maneira indevida.


O rótulo de "Mídia Sensível" é normalmente atribuído a postagens contendo conteúdo que outros usuários possam preferir não visualizar, como imagens violentas ou nuas. A sinalização desses tweets restringe a visualização do material, exibindo imagens desfocadas e exigindo uma ação adicional do espectador para a exibição completa. No entanto, de acordo com as reclamações, o antigo Twitter estava rotulando automaticamente fotos e vídeos, mesmo quando desprovidos de materiais sensíveis, prejudicando o engajamento das postagens.


O próprio Elon Musk notou uma falha, indicando que poderia se tratar da ação de um bot de spam. Em resposta, a empresa declarou através do perfil dedicado à segurança da rede social, @Safety: "Hoje, um bug em nosso sistema fez com que o X rotulasse incorretamente vários posts como 'Mídia Sensível'. Corrigimos o problema subjacente e agora estamos trabalhando para remover rótulos das mensagens afetadas."


Redução de Equipe e Aumento de Problemas


O X (ex-Twitter) tem enfrentado uma série de desafios relacionados ao aumento do spam nos últimos meses. As especulações apontam para a possibilidade de que as dificuldades estejam vinculadas à redução da força de trabalho, especialmente nas áreas responsáveis ​​pela segurança e confiança global da plataforma.


Uma investigação conduzida por autoridades australianas revelou que a empresa demitiu aproximadamente 80% dos engenheiros de segurança sob a administração de Musk. Essa redução afetou equipes encarregadas de moderação de conteúdo, o que pode ter contribuído para problemas como a sinalização incorreta de mensagens e outros bugs importantes no passado.


Além disso, as missões podem estar ligadas a incidentes anteriores, como a quebra de imagens e links nativos e a interrupção global do Twitter, ambos ocorridos no ano passado. Até o momento, a direção do X (ex-Twitter) se decidiu a comentar o relatório do escritório de segurança cibernética da Austrália, divulgado recentemente pela Forbes, levantando questões sobre a situação atual da equipe e sua capacidade de enfrentar desafios futuros.




 

Publicidade

 


コメント


bottom of page