• Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
 
Publicidade

neoGamer | "Player 1 Gaming Group" - Nova empreitada da Globo, agora no mundo dos games

A indústria de games e e-sports é uma das que mais crescem atualmente, rendendo U$159,3 bilhões no último ano



Foi anunciada nesta quarta-feira (01) pelo Grupo Globo uma nova start-up feita pela Globo Venture, a "Player 1 Gaming Group", que tomará conta das parcerias de games e e-sports da Globo. A empresa será liderada por Leandro Valentim, que liderou a unidade de games e e-sports no grupo durantes os últimos anos.


“Nas primeiras conversas com as equipes sobre games, percebemos o tanto de gamers que tinham entre nossos colaboradores, mas que, muitas vezes, nem se davam conta disso. Essa experiência reforçou que não se tratava mais de um nicho, mas eram o mainstream. Foi a partir daí que acolhemos a essa missão, levar os games e e-sports ao público em geral”, comentou Valentim.





Os Canais Globo passarão a receber parte de mídia, cobertura e transmisões, porém projetos e parcerias estratégicas serão serão entregues para a start-up nova, como: a própria plataforma Player1. A nova empresa irá atuar em quatro setores diferentes: competições, conteúdo, causas e live experience.


O setor de competições contará com acordos com publishers, como Riot, Epic Games e Ubisoft, com seus torneios e projetos recorrentes; Jogos Escolares Eletrônicos (JEE), LBFF 3ª divisão, eGol Open, e WESG qualify, parcerias com o WESG Latam e LnK Gaming, que operam campeonatos como CBCS, eGol Pro, LBFF 2ª divisão, e o Torneio Universitário de eSports (TUeS).


Imagem de divulgação da "Copa Rebecca Heineman", torneio de League of Legends para pessoas trans


Para conteúdo, contará com canais no YouTube, Twitch, Tik Tok, Twitter, Instagram, Facebook e Booyah, além de produções e co-produções digitais e crossmídia entre os Canais Globo. Em causas haverá projetos e parcerias focados em inclusão e oportunidade, como a AfroGames, a Copa Rebecca Heineman, Game Changers, Batalha das Valquírias, Emissárias e PES das Minas.


E por fim, em live experience terá o Prêmio eSports Brasil (que em dezembro desse ano terá sua quinta edição), GG eSports Summit, campeonato que contará com finais presenciais, e a Player1 Arena. Todas que apenas poderão ser realizadas quando for seguro a presença de público


“O investimento na Player1 Gaming Group reforça a crença no crescimento da indústria dos games e e-sports.", comenta Roberto Marinho Neto, CEO da Globo Ventures, e de fato a indústria dos games e e-sports é uma das que mais cresce nos últimos anos, e que anda rendendo bastante para as empresas, rendendo U$159,3 bilhões no ano de 2020 (um aumento enorme em comparação a 2017, que rendeu U$36 bilhões).