top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Artista australiano cria site de pirataria para NFTs

O intitulado 'torrent de bilhões de dólares' oferece 15 Terabytes de arquivos aos moldes do memorável 'The Pirate Bay'



Amados e odiados em iguais proporções ao redor da internet, os NFTs (ou 'Tokens não-substituíveis', em tradução literal), vieram a tona praticamente do nada nos últimos anos e definitivamente causaram um imenso alvoroço dentro da comunidade artística e outras mais. Muitos não entendem o por que dessas imagens e GIFs estarem sendo vendidas por milhões de dólares, afinal, não seria então possível apenas baixa-las que então você também terá acesso a ela?





Pensando nisso o artista e programador australiano Geoffrey Huntley criou o 'The NFT Bay'. Referenciando o famoso 'The Pirate Bay', maior site de pirataria da internet, o novo site oferece 15 Terabytes de NFTs em formato JPEG gratuitamente (e ilicitamente) para qualquer um que quiser ter acesso a esses valiosos Tokens.





"Você sabe que um NFT é simplesmente um hyperlink para uma imagem hosteada em um Google Drive ou qualquer outro web 2.0 host?", comenta Huntley em uma descrição que faz referência a pasta .txt que ensinava como crackear o Grand Theft Auto: San Andreas lá em 2005.


Mesmo que em seu cerne o que esse site faz é algo errado (afinal pirataria é crime), o intuito do artista, que é critico da atual situação em que todo o universo desses Tokens extremamente caros estão, é de conscientizar os seus usuários, pois segundo ele adquirir um NFT "nesse momento é nada mais do que comprar direções em como acessar ou baixar uma imagem".




Segundo ele, caso (ou quando) redes como TikTok ou Twitter abraçarem a ideia de uma representação da 'reputação' ou 'mérito social' (que basicamente é a única funcionalidade até então dos NFTs) de seus usuários, aí sim esses tokens terão uma utilidade (e consequentemente valor) para os usuários comuns da internet.








Quer ficar por dentro de várias notícias sobre a cultura pop e o mundo da tecnologia? Acesse o canal do Portal neoNews no Telegram!








Comments


bottom of page