top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

AMPTP e o Sindicato chegam a acordo que pode finalizar a greve

A paralisação está acontecendo a mais de 140 dias


(Foto: Divulgação)


O Sindicato de Roteiristas de Hollywood (WGA) e os principais estúdios, representados pela AMPTP (Alliance of Motion Picture and Television Producers), parecem ter alcançado um acordo que pode encerrar a greve da categoria, que está em andamento há 146 dias. O anúncio foi feito ontem, dia 24, pelo comitê de negociação do sindicato em um comunicado enviado aos seus membros, conforme relatado pelo THR.


"Nós chegamos a um acordo provisório para 2023, o que significa um acordo em princípio em todos os pontos de negociação, que ainda são sujeitos à linguagem de um contrato final", afirmou o comunicado. "Podemos dizer, com grande orgulho, que o acordo é excepcional - com grandes ganhos e proteções para os escritores de todos os setores filiados".


A AMPTP confirmou a notícia, mas os detalhes específicos do acordo não foram divulgados, conforme indicado pelo WGA, que afirmou que esses detalhes não serão revelados até que o contrato esteja em sua forma final. O sindicato pediu paciência aos seus membros e enfatizou a importância de garantir que tudo acordado seja refletido na linguagem final do contrato.


O acordo ainda precisa ser submetido à aprovação final em diferentes setores do sindicato, o que possivelmente ocorrerá na terça-feira, dia 26. Neste estágio, o WGA está pedindo aos seus membros que suspendam os protestos, mas ainda não retornem ao trabalho.


A greve do Sindicato de Roteiristas começou em 2 de maio e hoje completa 146 dias de paralisação. A decisão de entrar em greve foi tomada durante as negociações salariais da categoria com as principais empresas de entretenimento. As principais preocupações dos roteiristas incluíam a dificuldade de obter remunerações ajustadas à inflação, encomendas de séries de televisão com temporadas mais curtas e a falta de pagamento por direitos residuais.


Além disso, a greve também abordou uma questão tecnológica, com os roteiristas buscando regulamentação para o uso de Inteligência Artificial em produções. Enquanto o sindicato defendia a legislação que proíbe o uso de IA para criar ou adaptar qualquer conteúdo, a AMPTP pedia reuniões anuais para discutir o avanço da tecnologia e seu uso no desenvolvimento de projetos.


A greve dos roteiristas teve um impacto significativo, paralisando a maioria dos projetos de grandes e pequenos estúdios nos Estados Unidos desde maio, até que novos contratos fossem assinados.


 

Publicidade

 

Comments


bottom of page