top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Restrições da Apple | Apps de Fora da App Store Não Funcionarão Fora da UE

Novas Regras Impedem Instalação de Apps de Terceiros em Dispositivos Apple fora da União Europeia


Apple

(Foto: Divulgação)


A Apple anunciou recentemente uma mudança significativa em suas políticas, afetando diretamente a capacidade dos usuários de instalar aplicativos de fora da App Store quando estiverem fora da União Europeia. O movimento visa reforçar as restrições e garantir que apenas apps provenientes da loja oficial da Apple estejam disponíveis para os usuários europeus.


De acordo com um novo documento de suporte divulgado pela fabricante, assim que um usuário de um dispositivo Apple deixar a União Europeia, a instalação de aplicativos de terceiros será interrompida. Para garantir o cumprimento dessas restrições, a Apple estabeleceu uma série de regras rigorosas.


A primeira delas exige que o Apple ID do usuário esteja vinculado a um país membro da União Europeia. Além disso, a verificação por geolocalização (GPS) foi implementada como medida adicional. Essa verificação impede que os usuários de iPhone usem VPNs para contornar as restrições e baixem aplicativos de fora da App Store. O mecanismo foi projetado para evitar que a alteração da região do IP engane os servidores da Apple.


Apesar da verificação por GPS, a Apple não rastreia a localização exata do usuário. A verificação é superficial, limitando-se a identificar apenas o país em que o usuário está posicionado. Se um residente europeu viajar para países fora do bloco econômico, os aplicativos de terceiros ainda funcionarão por um curto período. No entanto, se a estadia for prolongada, alguns recursos, incluindo o acesso a lojas alternativas, serão perdidos. Essa restrição também afeta a capacidade de atualizar aplicativos distribuídos por lojas de terceiros.


A Apple, no entanto, não forneceu informações sobre o período exato em que as permissões são revogadas, deixando algumas incertezas quanto a essa limitação. Apesar disso, a empresa sugere que essas medidas visam proteger os usuários, embora os motivos específicos das restrições não tenham sido detalhados. Fique atento para mais atualizações sobre as políticas da Apple e como elas podem impactar os usuários fora da União Europeia.


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page