top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Reino Unido oficializa nova lei para regulação de serviços de Streaming

Regulação de streaming estabelece padrões para plataformas como Netflix e Prime Video, visando proteger crianças e alinhar streamers com emissoras de TV tradicionais


Rei Charles III, do Reino Unido

(Foto: Divulgação)


O Rei Charles III, do Reino Unido, formalizou nesta terça-feira (7) a implementação da Lei dos Meios de Comunicação (Media Bill, no original), uma medida destinada a regular serviços de streaming no país. A nova lei tem como objetivo submeter os streamers dos EUA à estrutura regulatória do Ofcom, órgão regulador britânico, implicando que eles poderão ser multados em até 250.000 libras (R$ 1,4 milhão) ou restringidos no Reino Unido se violarem as regras sobre material prejudicial, semelhantes às que se aplicam às emissoras públicas há décadas.


De acordo com o discurso do rei, a legislação visa "proteger melhor as crianças com padrões semelhantes aos usados na televisão". O projeto de lei estabelece um novo código de vídeo sob demanda proporcional, a ser elaborado e aplicado pelo Ofcom, para assegurar que os padrões sejam respeitados nos serviços de streaming.


Empresas renomadas, como Netflix e Prime Video, criticaram a medida de regulação de streaming, expressando preocupações de que as regras de imparcialidade poderiam afetar a disponibilidade de documentários ao público britânico. No entanto, a nova regulamentação atende aos apelos da população e parte do governo, que buscavam alinhar os streamers com as emissoras tradicionais, considerando a quantidade de conteúdo britânico produzido pelas plataformas norte-americanas nos últimos anos.


A mudança é vista como necessária para atualizar as leis que regem as emissoras de serviço público no contexto do rápido crescimento dos serviços de streaming e da transformação na maneira como o público consome conteúdo transmitido. A Lei dos Meios de Comunicação visa permitir que essas emissoras possam competir efetivamente no mundo digital, continuando a desenvolver competências e a impulsionar o crescimento nas indústrias criativas em todo o Reino Unido.


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page