top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

NASA Lançará Foguetes para Estudar Eclipse Solar de 2024

Missão APEP da NASA Investigará Distúrbios na Ionosfera durante o Evento


eclipse solar

(Foto: Divulgação)


No próximo dia 8 de abril de 2024, está previsto um novo eclipse solar total, com duração de aproximadamente quatro minutos, mas apenas algumas regiões do México, Estados Unidos e Canadá poderão desfrutar deste espetáculo astronômico. Para aproveitar essa oportunidade única, a Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos Estados Unidos (NASA) anunciou o lançamento de três foguetes de sondagem como parte da missão Atmospheric Perturbations around Eclipse Path (APEP).


Programados para decolar da instalação Wallops Flight Facility, na Virgínia, os foguetes serão enviados para coletar dados sobre os distúrbios na ionosfera, uma camada da atmosfera terrestre que começa a aproximadamente 90 quilômetros de altura da superfície terrestre. Durante o eclipse solar total, o efeito de sombra da Lua escurece o Sol, proporcionando uma oportunidade única para observar como essa camada da atmosfera reage a essa mudança abrupta de luz solar.


Os pesquisadores da missão afirmam que entender melhor a ionosfera é crucial, pois ela refrata sinais de rádio e afeta as comunicações via satélite, estendendo-se até cerca de 500 quilômetros de altura. Ao compreender os efeitos do eclipse na ionosfera e desenvolver modelos mais precisos, é possível prever perturbações e evitar problemas relacionados às comunicações.


"Os foguetes de sondagem serão lançados em três momentos diferentes: 45 minutos antes, durante e 45 minutos depois do pico do eclipse local. Estes intervalos são importantes para recolher dados sobre como o súbito desaparecimento do Sol afeta a ionosfera, criando perturbações que têm o potencial de interferir nas nossas comunicações", explicou a NASA em comunicado oficial.


Cada foguete transportará quatro instrumentos do tamanho de uma garrafa PET de dois litros, projetados para investigar a ionosfera. Embora apenas três foguetes sejam lançados, esses instrumentos fornecerão resultados equivalentes ao envio de quinze foguetes para a área de estudo.


Aroh Barjatya, professor de engenharia física na Embry-Riddle Aeronautical University, nos Estados Unidos, líder da pesquisa, destacou a importância da missão: "Estamos muito entusiasmados por relançá-los durante o eclipse total, para ver se as perturbações começam na mesma altitude e se a sua magnitude e escala permanecem as mesmas".


 


Comments


bottom of page