top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Em combate ao racismo, Riot atualiza seus termos de serviço e irá gravar o chat de voz do Valorant

Lançado no ano passado, o fps é um dos jogos mais populares na Twitch e criou uma grande comunidade



Qualquer pessoa que já passou por um jogo online sabe que dentro dos servidores é muito comum encontrar pessoas com comportamentos tóxicos. Xingamentos por microfone infelizmente se tornaram algo comum, porém é inaceitável que chegue ao nível de falas preconceituosas. A Riot Games, em tentativa de combater o racismo durante as partidas de Valorant, atualizou seus termos de serviço e passará a gravar o chat de voz das partidas.


A empresa revelou que as gravações não serão 100% do tempo das partidas e sem nenhuma pausa. As gravações apenas ocorrem no momento em que é feita uma denúncia, que então é enviado para avaliação e caso haja racismo o conteúdo gravado ficará disponível ao jogador que fez a denúncia, sendo logo depois excluída. Caso não seja identificado pelo sistema de avaliação de empresa nenhuma fala racista, a gravação também será excluída.


“Os jogadores estão experienciando muita dor nos chats de voz, e isso toma forma em diversos tipos de disrupções em seus comportamentos, e isso pode ser muito nocivo”, disse o Chefe de Dinâmicas dos Jogadores da Riot Games, Weszt Hart. “Nós reconhecemos tudo isso e firmamos uma promessa aos nossos jogadores que faremos tudo que conseguimos para mudar”.


Comments


bottom of page