• Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone Instagram
 

Dicas de séries em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+

Produções que abordam temas LGBT estão cada vez mais tendo espaço na cultura POP e merecem ser destacados



Nesta segunda-feira (28) é comemorado o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. Nesse mesmo dia, no ano de 1969, ocorreu a revolta de Stonewall, que foi um marco do movimento e um momento de libertação, que fez com que o ativismo pelos direitos LGBTQIA+ virasse um debate público e ganhasse as ruas.


Desde esse momento, até os dias de hoje, houve muita luta e consequentemente muitas vitórias, como o reconhecimento da união entre pessoas do mesmo gênero, e adoção do nome social de trans e travestis em documentos oficiais. Porém a luta de uma sociedade que aceita a todos e todas como são, independente de gênero e orientação sexual ainda está longe de terminar, porém cada passo dado para esse cenário já é uma vitória.


Em homenagem a esse dia de extrema importância, o neoNews trás para você dicas de séries com temática ou personagens LGBTQIA+, pois representatividade na cultura pop também é um passo dado para uma mudança de crenças da sociedade.


  • Euphoria


Uma das séries mais populares da HBO dos últimos anos, Euphoria é uma série necessária. Além de temas como abuso de drogas, saúde mental e relacionamentos tóxicos, a temática LGBTQIA+ também está presente. O maior destaque fica para o relacionamento entre Rue (Zendaya), uma adolescente cis, com a Jules (Hunter Schafer), uma adolescente trans, e que é tratada de forma totalmente normalizada e tocante.


A Jules tem um dos arcos mais interessantes da série, mostrando o tanto que lutou durante sua vida, e ainda luta, por ser transgênero. No segundo episódio especial da série, que serviram como um interlúdio entre a primeira e a segunda temporada, intitulado "Parte 2: Jules", a personagem, que está em meio a uma consulta de terapia, ganha uma imensa profundidade, com diálogos fortes sobre seus pensamentos relacionados ao seu gênero, sexualidade, relação com homens e mulheres, transição, e mais.


Por sinal, esse episódio foi co-roteirizado pela própria Hunter, junto com o criador da série, Sam Levinson.


  • Sex Education


Outra série popular, agora da Netflix, Sex Education tem uma premissa bem peculiar, e importante: Otis, um menino reprimido sexualment, e Maeve abrem uma clínica de educação sexual na sua escola com as informações vindas da própria mãe de Otis, que é uma terapeuta sexual.


Em torno dessa premissa, a série trata de forma muito boa diversas questões envolvendo a sexualidade dos adolescentes. Um personagem que vale ser destacado é o Eric, que é a pessoa mais carismática da série. Sem qualquer vergonha de ser quem ele é, durante os episódios é bem aberto sobre o que sente, e se veste como deseja (e que por sinal, nunca erra). No quesito de história, está envolvido em um triângulo amoroso que é um dos destaques do enredo da segunda temporada.


Porém há muitos outros personagens LGBTQIA+ que valem ser destacados, como a Ola, que se descobre pansexual e tem vários diálogos incríveis e esclarecedores (para quem não entende essa sexualidade). Enfim, Sex Education é uma série incrível, e que vale seu play.



  • Pose


Pose é incrível. Ela é uma série sobre mulheres transexuais feita por mulheres transexuais, e além disso, sua equipe de produção é quase inteira de melheres, pretos e minorias. Apenas isso já é um fator bem chamativo para a série, porém sua história também é muito boa e interessante.


A série conta sobre os ballrooms, salões que se tornaram icônicos em Nova York, porém que sempre foram marginalizados na cultura pop, e dependiam de artistas brancos, como a Madonna, para sua popularização.


Durante suas três temporadas recebeu muito clamor da crítica, e toda sua temática e história é de grande importância.



  • Steven Universo


Essa série é especial, da maneira que trata de temas LGBTQIA+, mas principalmente pela maioria do público que é atingido, crianças.


Steven Universo é um desenho da Cartoon Network de um menino, o Steven, que mora junto com as Cristal Gems, que são seres mágicos intergaláticos - Garnet, Pérola e Ametista. Em meio a várias aventuras, temas LGBTQIA+ aparecem de forma incrível. Destaque para o casamento da Ruby com a Safira (imagem acima).


Sobre a sua produção, Rebeca Sugar, criadora da série, comentou em entrevista para a EW na época que o episódio do casamento foi ao ar, "Nós devemos contar a crianças LGBTQ+ que elas pertencem a este mundo, e que elas merecem ser amadas", e completou que "Nós não podemos esperar até que uma criança cresça para dizer que ela existe e que a história dela é importante. Estou emocionada pensando nos anos de trabalho incansável de todos nós na equipe, que conduziram a este momento."