top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Desvendando o Mistério da Luz nos Buracos Negros: Estudo Revela Nova Descoberta Científica

Equipe da Universidade Hebraica de Jerusalém Simula Eventos de Disrupção de Marés para Desvendar a Origem da Luz Intensa em Buracos Negros


Buracos Negros

(Foto: Divulgação)


Um estudo publicado recentemente na revista científica Nature trouxe uma nova perspectiva sobre a intensa luz que emana dos buracos negros, desvendando um mistério cósmico que intriga astronômicos em todo o mundo. Cientistas da Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel, utilizaram simulações em modelos computacionais para investigar a origem dessa luz, focando especialmente nos Eventos de Disrupção de Marés (TDEs).


Os buracos negros continuam a ser uma área de estudo fascinante e enigmática para a astronomia, e a pesquisa atual buscou lançar luz sobre os TDEs, eventos nos quais estrelas são despedaçadas pela intensa força gravitacional de um buraco negro próximo.


Os pesquisadores procuraram simular com precisão todas as etapas de um TDE, revelando uma onda de choque anteriormente desconhecida. Essa onda pode ser a chave para entender a origem da luz intensa observada em buracos negros supermassivos.


O estudo destaca que os TDEs resultam em flashes altamente luminosos em diferentes faixas de comprimento de onda. Observações ópticas e ultravioleta desses eventos contradizem modelos simples de emissão, gerando um debate entre modelos alternativos, como potência de choque ou potência de acréscimo reprocessada.


"Eventos de Disrupção de Marés (TDEs) ocorrem quando estrelas são despedaçadas por buracos negros maciços, resultando em flashes altamente luminosos em várias faixas de comprimento de onda. Observações ópticas e ultravioleta de TDEs contradizem modelos simples de emissão desses eventos, mas o debate entre modelos alternativos (por exemplo, potência de choque ou potência de acréscimo reprocessada) permanecem sem solução, pois a ampla gama dinâmica do problema até agora impedeu simulações hidrodinâmicas", detalham os cientistas no estudo.


A descoberta da onda de choque específica gerada por TDEs fornece novas informações sobre o processo por quais estrelas próximas ao horizonte de eventos de buracos negros supermassivos são puxados em fluxos de plasma, gerando ondas de choque responsáveis ​​pela luminosidade intensa dos buracos negros. Essa luz pode superar, por semanas, o brilho de uma galáxia inteira.


Os pesquisadores acreditam que essa nova compreensão abrirá para uma exploração mais profunda e observação das características fundamentais dos buracos negros, proporcionando avanços avançados na compreensão dessas conhecimentos cósmicos.






 

Publicidade

 


Comments


bottom of page