top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Desvendando Mistérios Cósmicos: Dark Energy Survey Revela Novas Descobertas sobre Energia Escura

Resultados Precisos e Inovações Tecnológicas: O Avanço do DES na Compreensão da Expansão do Universo


energia escura

(Foto: Divulgação)


Ao longo dos últimos dez anos, o Dark Energy Survey (DES) tem se dedicado a coletar e analisar dados cruciais sobre energia escura, visando desvendar um dos maiores enigmas da ciência. Atualmente, apenas 5% da matéria do universo é compreendida pelos cientistas, enquanto os outros 68% e 27% são atribuídos à energia e matéria escura, respectivamente. Nesta terça-feira (9), o DES divulgou resultados inovadores, apresentando as medições mais precisas da energia escura até o momento.


Durante seis anos, mais de 400 astrofísicos, astrônomos e cosmólogos de mais de 25 instituições analisaram minuciosamente dados coletados, buscando compreender a energia escura e, por conseguinte, a taxa de expansão do universo. Uma descoberta intrigante revela que a densidade da energia escura pode não ter sido heterogênea ao longo dos bilhões de anos do universo. A análise envolveu o estudo de mais de 1,5 mil supernovas, relacionando-as ao conceito de expansão do universo.


Segundo os cientistas, desde 1998, a expansão do universo é atribuída a um elemento misterioso para os astrônomos: a energia escura, responsável por quase 70% de tudo que existe.

Uma das autoras, Anais Möller, do Centro de Astrofísica e Supercomputação da Universidade de Tecnologia de Swinburne, na Austrália, expressou orgulho pelo trabalho da equipe. "Estou muito orgulhosa do trabalho que realizamos como equipe; é uma análise incrivelmente minuciosa que reduz as nossas incertezas a novos níveis e mostra o poder do Dark Energy Survey."


Os resultados do DES são consistentes com o modelo cosmológico atual, sugerindo que o universo está se expandindo em uma taxa acelerada. Utilizando uma técnica pioneira de fotometria, o estudo conseguiu detectar, classificar e medir as curvas de luz das supernovas do tipo 1a observadas ao longo dos anos. Essas supernovas, ocorrendo em sistemas binários de estrelas, possibilitam medir distâncias extremamente longínquas no espaço.


Embora a energia escura permaneça um mistério, as medições indicam sua interconexão com a expansão do universo, descartando modelos como o 'Big Rip', que sugerem a destruição acelerada do universo.


Anais Möller enfatiza a emoção de ver a tecnologia inovadora do DES explorar grandes pesquisas astronômicas. "Não só conseguimos obter mais supernovas do tipo 1a do que antes, mas também testamos estes métodos exaustivamente, pois queremos fazer medições mais precisas da física fundamental do nosso Universo."


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page