top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Critíca | O Sequestro do Voo 375

O Sequestro do Voo 375: um thriller envolvente e detalhado



O Sequestro do Voo 375

(Foto: Divulgação)


O filme "O Sequestro do Voo 375" revela, de maneira envolvente, a possibilidade de um sequestro de avião no Brasil, baseando-se em uma história real da década de 80. Dirigido por Marcus Baldini, o thriller apresenta uma trama bem estruturada, destacando-se pela atuação cativante de seu elenco, a atenção aos detalhes na direção e uma dose ousada de criatividade.


Com base em um acontecimento real na década de 80, o filme mantém a atenção do espectador do início ao fim. O roteiro, assinado por Lusa Silvestre e Mikael de Albuquerque, utiliza a história como uma rica matéria-prima, construindo a narrativa com engenhosidade, aproveitando cada desdobramento para intensificar a tensão.


A maior parte da trama se desenrola dentro do avião sequestrado por Nonato (Jorge Paz), um tratorista com sérias dificuldades financeiras que almeja atentar contra a vida do então presidente José Sarney. A trama se desenvolve com habilidade, mantendo a imprevisibilidade da situação, enquanto o piloto Murilo (Danilo Grangheia) tenta manter a calma e evitar uma tragédia com mais de cem passageiros a bordo.


O elenco de apoio desempenha papel fundamental na criação do clima de apreensão entre a tripulação e os passageiros, destacando-se as atuações de César Mello e Juliana Alves. No entanto, Danilo Grangheia e Jorge Paz carregam a responsabilidade principal de sustentar a carga emocional da história, construindo uma relação angustiante entre sequestrador e refém diante de cada obstáculo.


Em terra firme, a operadora de voo Luzia (Roberta Gualda) assume o papel de negociadora durante o sequestro, oferecendo uma atuação segura e emocionante. A produção acerta ao destacar detalhes técnicos, proporcionando ao espectador uma imersão realista na complexidade de um voo comercial em uma aeronave desse porte.


A reconstrução de época, embora bem-sucedida na arte, cenário e figurino, apresenta forçadas referências culturais dos anos 80 nos diálogos. Entretanto, a atenção aos detalhes técnicos e a sólida construção dos conflitos compensam essas pequenas falhas.


A opção de começar a história com narração e imagens de arquivo para contextualizar a década perdida enfraquece as motivações de Nonato, o que poderia ser explorado com mais profundidade. A falta de informações sobre seu passado limita a compreensão do personagem, enquanto outros membros da trama são apresentados de forma mais rápida.


No geral, "O Sequestro do Voo 375" é um thriller envolvente que equilibra tensão, drama e ação, destacando uma história impressionante e garantindo que ela não caia no esquecimento.


Ficha técnica


Nome O Sequestro do Voo 375

Tipo Filme

Onde assistir Cinema

Categoria Thriller / Ação

Duração 1:40

Nota 4/5



 

Publicidade

 

Veja também: Natal 2023 | Uma maratona de filmes natalinos para entrar no espírito festivo

Comments


bottom of page