top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Colaborações e Renovação: Amy Lee do Evanescence Elege Bring Me The Horizon como Herdeiros do Meta

Histórias de Parcerias e Superando 'Plágios': A Jornada de Amy Lee e Bring Me The Horizon na Música


Amy Lee

(Foto: Divulgação)


Com mais de 20 anos na estrada, o Evanescence permanece como uma das bandas mais bem-sucedidas da música, e a vocalista Amy Lee é uma figura icônica nesse cenário. Em uma recente entrevista à Revolver Mag, ela foi questionada sobre quem poderia garantir a renovação do metal e levar adiante o legado do gênero. Sua escolha? Os britânicos do Bring Me The Horizon!


Não é a primeira vez que Amy Lee menciona o BMTH como uma influência positiva. Em outras ocasiões, ela também destacou os grupos Sleep Token e Spiritbox. A diversidade de referências destaca a abertura da vocalista para novas sonoridades e abordagens no cenário musical.


A colaboração entre Amy Lee e Bring Me The Horizon na faixa "One Day The Only Butterflies Left Will Be In Your Chest As You March Towards Your Death" não apenas resultou em uma música envolvente, mas também tem uma história interessante por trás. O ponto de partida foi um incidente que alguns rotularam como "plágio" por parte do BMTH.


No álbum "amo", de 2019, fãs notaram semelhanças entre a música "Nihilist Blues" e um dos versos de "Never Go Back" do Evanescence. Oli Sykes, vocalista do BMTH, inicialmente mencionou que haviam sido processados pela banda, mas esclareceu que, na verdade, seus empresários conversaram e a banda optou por dar os créditos da faixa a Amy Lee.


Em 2021, Oli Sykes revisitou o incidente em uma entrevista à NME, enquanto Amy Lee, no mesmo ano, compartilhou sua perspectiva sobre o ocorrido. A cantora ressaltou que essa experiência fortaleceu a comunicação entre as duas bandas, resultando na colaboração presente no EP do Bring Me The Horizon, "Post Human: Survival Horror".


A história não apenas evidencia o poder da comunicação e compreensão mútua na indústria musical, mas também destaca a capacidade de superar desafios e transformá-los em oportunidades de colaboração. Amy Lee e Bring Me The Horizon continuam a escrever capítulos emocionantes em suas trajetórias, representando a essência dinâmica e evolutiva da cena musical.


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page