top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Celular Seguro: Protegendo Mais de um Milhão de Brasileiros Contra Furtos e Roubos

Ministério da Justiça e Segurança Pública anuncia marco significativo para o projeto de bloqueio de smartphones no Brasil


Rage Against The Machine

(Foto: Divulgação)


O Celular Seguro, iniciativa governamental projetada para proteger smartphones após furto ou roubo, atingiu um novo patamar. Na última segunda-feira (1º), o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que o serviço ultrapassou a marca de um milhão de cadastros. Além do cadastro de pessoas, a plataforma já conta com mais de 750 mil dispositivos móveis conectados, permitindo o registro tanto de celulares Android quanto iPhones.


Os brasileiros aderiram em massa ao Celular Seguro, adicionando 692.571 contatos de segurança. Esses contatos são fundamentais para solicitar o bloqueio do aparelho em caso de furto ou roubo, quando o proprietário não tem outros meios rápidos de avisar a plataforma. Esse alto número de cadastrados já se reflete na prática, com mais de 7 mil alertas registrados em menos de um mês de operação. Surpreendentemente, metade dessa marca foi atingida na primeira semana de funcionamento.


Embora o projeto auxilie os usuários no bloqueio de aparelhos e aplicativos digitais de bancos, nem todas as instituições financeiras populares do país aderiram completamente. No entanto, novos recursos serão aumentados com o tempo para aprimorar ainda mais a eficácia do Celular Seguro. A partir de fevereiro deste ano, as operadoras de telefonia terão a capacidade de cortar o acesso às linhas de dispositivos identificados como perdidos pelo aplicativo.


Lançada em dezembro de 2023, a ferramenta funciona mediante um cadastro prévio. Os usuários precisam registrar-se, juntamente com seu dispositivo móvel e contatos de confiança (com CPF ativo), por meio da conta Gov.br para fazer parte da plataforma. Em caso de furto ou roubo, basta que o usuário ou pessoa acesse o serviço, via aplicativo ou site, e alerte o governo sobre a perda do dispositivo. O bloqueio ocorre instantaneamente, sem a necessidade de apresentação de boletim de ocorrência.


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page