top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Casa de Marilyn Monroe em Los Angeles é Declarada Monumento Histórico-Cultural

Decisão da Câmara Municipal de Los Angeles protege a residência da icônica atriz Marilyn Monroe de uma possível demolição


Decisão da Câmara Municipal de Los Angeles protege a residência da icônica atriz Marilyn Monroe de uma possível demolição
Marilyn Monroe

(Foto: Divulgação)


A casa onde Marilyn Monroe viveu seus últimos dias, situada na vizinhança de Brentwood, Los Angeles, foi oficialmente aprovada como monumento histórico-cultural pela Câmara Municipal de Los Angeles. A decisão unânime, anunciada na quarta-feira, 26, é um marco importante na preservação do legado da lendária atriz, além de impedir uma possível demolição da propriedade.


A residência, conhecida como "Residência Marilyn Monroe em Brentwood", agora carrega o status de Monumento Histórico-Cultural, após um processo que contou com o apoio fervoroso de fãs, historiadores e defensores do patrimônio. “A Residência Marilyn Monroe em Brentwood é agora um Monumento Histórico-Cultural! Hoje, a Câmara Municipal de Los Angeles aprovou por unanimidade a nomeação para a última casa de Marilyn Monroe. Obrigado a todos que expressaram seu apoio e um ENORME agradecimento à vereadora Traci Park e equipe!” , comemorou um dos apoiadores da causa.


Marilyn Monroe viveu na casa de estilo espanhol colonial, que conta com quatro quartos, por aproximadamente seis meses. A atriz icônica faleceu na residência em 1962, tornando o local não apenas uma peça importante de sua história pessoal, mas também um ponto de interesse para os admiradores de sua vida e carreira. A casa se destaca por ser “o primeiro lugar que ela procurou e comprou para si mesma enquanto trabalhava ativamente em 1962”.


Os atuais proprietários da casa, Brinah Milstein e seu marido, o produtor de televisão Roy Bank, adquiriram o imóvel em 2023 por US$ 8,35 milhões. Inicialmente, o casal tinha planos de demolir a residência para expandir outra propriedade adjacente. Em resposta à decisão de transformar a casa em um monumento histórico-cultural, Milstein e Bank processaram a cidade, argumentando que “não há evidências restantes do tempo em que a atriz viveu na residência, que foi muito alterada desde então” e que, por isso, a casa não atenderia aos critérios necessários para tal designação.


O caso está programado para ir a julgamento em 13 de agosto, e o resultado poderá definir o futuro da propriedade e estabelecer um precedente significativo para a preservação de outras casas históricas na área de Los Angeles.


A decisão de preservar a casa de Marilyn Monroe como um monumento histórico-cultural é uma vitória significativa para a comunidade que busca proteger locais de importância cultural e histórica. Além de ser o local onde a estrela passou seus últimos dias, a casa representa um período crucial na vida de Monroe, quando ela buscou estabilidade e um lugar que pudesse chamar de seu em meio ao turbilhão de sua carreira e vida pessoal.


A preservação da residência de Marilyn Monroe em Brentwood é mais do que uma simples questão de proteger uma propriedade antiga; é um tributo ao legado duradouro de uma das figuras mais icônicas da história do cinema. Este monumento serve como um lembrete tangível da vida e da carreira de Marilyn Monroe, oferecendo aos fãs e aos historiadores um vislumbre da mulher por trás da lenda. A decisão da Câmara Municipal de Los Angeles é um passo importante na preservação da herança cultural e na valorização das histórias que moldaram a cidade.


 



Tags:

Comments


bottom of page