top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

Bad Bunny Processa YouTuber por Violação de Direitos Autorais

Ação judicial é tomada após postagem de vídeos não autorizados de show do artista Bad Bunny


Bad Bunny

(Foto: Divulgação)


Os advogados de Bad Bunny deram início a uma ação judicial contra o YouTuber Eric Guillermo Madroñal Garrone, proprietário do canal "MADforliveMUSIC", na última sexta-feira (8). O motivo foi a postagem de dez clipes de um show recente do artista realizado em Salt Lake City, sem a devida autorização.


Os vídeos em questão apresentavam gravações não-autorizadas de grandes sucessos de Bad Bunny, como "Yo Perreo Sola", "Me Porto Bonito" e "Dakiti", infringindo direitos autorais e atraindo espectadores para o canal de Garrone, possibilitando monetização com a imagem do artista.


Inicialmente, um pedido para a remoção dos vídeos do YouTube foi acatado, resultando na suspensão temporária do canal. No entanto, Garrone respondeu com uma contra-notificação formal, defendendo seu direito de postar os clipes. Essa medida exigiria legalmente que o YouTube os republicasse, a menos que Bad Bunny recorresse aos tribunais para impedir isso, o que foi feito pelo artista.


Segundo a Lei de Direitos Autorais do Milênio Digital (DMCA), artistas como Bad Bunny têm o direito de registrar um pedido de remoção em plataformas online como o YouTube, exigindo a retirada de material supostamente infrator. No entanto, os usuários das plataformas podem se opor a tais pedidos, alegando "uso justo" dos materiais em questão.


No caso dos vídeos de Garrone, a equipe jurídica de Bad Bunny argumentou que eles não se qualificam como "uso justo" e violavam seus direitos autorais. Além disso, acusaram Garrone de violar leis federais de marcas registradas ao utilizar o nome de Bad Bunny na promoção dos clipes.


A disputa legal evidencia os desafios enfrentados na era digital em relação aos direitos autorais e à propriedade intelectual. Até o momento, os representantes de Bad Bunny não comentaram publicamente sobre o assunto, enquanto a página de Garrone no YouTube foi desativada.


 

Publicidade

 


Comments


bottom of page