top of page

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany. neoCompany Ltda. Todos os direitos reservados.

  • LinkedIn
  • Youtube

neonews, neoriginals e ClasTech são marcas neoCompany.

neoCompany ltda. Todos os direitos reservados.

Entre em contato com o neonews

Tem alguma sugestão de pauta, eventos ou deseja apenas fazer uma crítica ou sugestão, manda um email pra gente.

  • Foto do escritorRedação neonews

A greve de roteiristas já é certa de ocorrer

Negociação entre os atores e estúdios termina sem acordo


Gustavo comemorando a liderança

(Foto: Divulgação)


A última rodada de negociações entre os representantes dos grandes estúdios (AMPTP) e os sindicato dos atores de Hollywood (SAG-AFTRA), segundo a Variety, terminou sem um acordo e o contrato entre as duas associações teve seu fim oficial hoje, dia 13.


Tal fato significa que a greve dos atores já é uma realidade. Em um comunicado oficial, o SAG-AFTRA apresentou que o comitê de negociações aprovou unanimemente a recomendação de greve e, ainda pela manhã de hoje, a diretoria do sindicato deve se reunir para oficializar a paralisação.


Os representantes das associações deram declarações divergentes à imprensa após a falha nas negociações. O presidente do sindicato de atores, Fran Drescher, disse que os estúdios responderam de forma “insultante e desrespeitosa” aos pedidos feitos pelos intérpretes.


"O SAG-AFTRA negociou de boa fé. Estávamos ansiosos para chegar a um acordo que atendesse suficientemente as necessidades dos atores, mas as respostas da AMPTP às propostas mais importantes que trouxemos à mesa foram insultantes e desrespeitosas à nossa contribuição massiva para esta indústria. Os estúdios se recusaram a abordar significativamente alguns tópicos, e em outros apenas bloquearam nossas propostas. Até que eles estejam prontos para negociar de boa fé, não podemos nem começar a pensar em um acordo", comentou ela.


A AMPTP ainda liberou uma declaração oficial que marca algumas propostas que supostamente foram oferecidas ao SAG-AFTRA durante as negociações. A organização também se declarou "profundamente desapontada pela decisão do sindicato de abandonar as discussões".


"Esta é uma escolha do SAG, e não nossa. Fazendo isso, o sindicato rejeitou as propostas históricas que trouxemos para a mesa, incluindo aumentos de pagamento, de residuais e de aposentadorias, ampliação dos planos de saúde oferecidos pelos estúdios, proteções para atores no processo de escalação, diminuição dos períodos de contrato para séries de TV, além de um regulamento ousado sobre o uso da inteligência artificial para reproduzir a aparência dos intérpretes. Ao invés de continuar as negociações a partir desse ponto, o SAG-AFTRA nos colocou em um caminho que só vai aumentar as dificuldades financeiras de milhares de pessoas que necessitam da nossa indústria para colocar comida na mesa", disseram.


 

Publicidade

 

Comments


bottom of page